terça-feira, 16 de março de 2021

JORNAL MFP: Sandra Lima - O exemplo de uma memorável dirigente revolucionária!

 Sandra Lima - O exemplo de uma memorável dirigente revolucionária!


No último dia 06 de março, data em que nossa grande companheira dirigente fundadora do MFP Sandra Lima completaria 66 anos, o Movimento Feminino Popular participou de mais uma comovente homenagem a sua grande estatura de comunista maoista brasileira. A companheira Sandra, que dedicou toda sua vida à grande causa de libertação da humanidade, faleceu por complicações de saúde em 27 de Julho de 2016, deixando viva a ideologia que defendeu durante toda sua história na luta do povo brasileiro, na aliança-operário camponesa, no processo da revolução Democrática ininterrupta ao Socialismo no Brasil e na luta pelo comunismo em todo o mundo.

Às margens do rio Paraopeba na cidade de Brumadinho/MG, a poucos quilômetros do ponto do rio onde ocorreu o crime da Vale há dois anos, familiares, amigos e companheiras do MFP realizaram uma cerimônia simples, para espargir as cinzas da companheira no leito do rio. A atividade foi programada para poucas pessoas em função do agravamento da pandemia. Com o compromisso de seguir honrando a vida e a luta de Sandra, cada companheiro e companheira presente deitou suas cinzas juntamente com suas flores preferidas, as gérberas, simbolizando que sua presença transformadora segue incontida na luta do povo assim como as águas no leito do daquele rio. Uma companheira do MFP reforçou o juramento de seguir honrando a vida e luta da companheira. O Paraopeba é afluente do rio São Francisco que banha as terras de sítios que marcaram sua vida, além de ser umrio importante para a luta camponesa no nosso país, caminhos pelos quais ela seguiu em vida trabalhando pela revolução agrária por todos os sertões de nosso país. Assim seguirá presente na luta.
A companheira Sandra Lima dedicou sua vida à Revolução Brasileira. Foram mais de 40 anos de militância, organizando as massas nos bairros proletários e fábricas, na luta pela moradia, na luta pela terra, junto ao movimento operário e sindical classista.
Dedicou-se na construção do Movimento Feminino Popular (MFP) em diferentes regiões do país, especialmente no campo. Sempre em suas intervenções atentava para a necessidade das mulheres de nosso povo se lançarem à luta ombro a ombro com seus companheiros e se formarem como quadros revolucionários que dominem a ideologia do proletariado para cumprir as tarefas da Revolução de Nova Democracia em nosso país.

Intrépida e combativamente nunca se furtava à luta pela posição mais avançada sempre combatendo e desmascarando todo revisionismo e demais falsificações inseparavelmente ao combate do imperialismo. Abnegada, jamais se resignou perante os problemasde saúde. Dedicou-se sem reservas à mobilização, politização e organização das massas.
Miramos e apoiamo-nos no radiante exemplo de vivacidade, combatividade e otimismo sempre transbordados pela companheira Sandra Lima para que, como ela sempre nos ensinou, converter nossa dor e indignação em mais decisão para lutar pela completa emancipação de nosso povo. Sua vida e seu exemplo são inapagáveis e serão gravados em letras douradas no panteão dos heróis de nosso povo no triunfo da revolução em nosso país.

Companheira Sandra: presente na luta!
Despertar a fúria revolucionária da mulher!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias recentes

Canto Geral lança "Santa Elina é dos Camponeses"

Retirado do jornal a nova democracia:  15 JUNHO 2021 Canto Geral lança "Santa Elina é dos Camponeses"   A banda Canto Geral la...