quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Manifesto de Fundação do Popular Woman's Movement - Movimiento Femenino Popular - USA

Com otimismo revolucionário saudamos a fundação do Popular Woman's Movement - Movimiento Femenino Popular - USA e seu manifesto. A organização proletária de mulheres em todo o mundo, que combata energicamente o feminismo burguês e pequeno-burguês é uma necessidade peremptória para fazer avançar a Revolução Proletária Mundial. 

Publicamos a seguir tradução feita por nós do Manifesto de Fundação do Popular Woman's Movement - Movimiento Femenino Popular - USA retirado do site www.newepoch.media em  25 de novembro de 2018. Disponível em inglês no endereço <https://www.newepoch.media/single-post/2018/11/25/USA---Popular-Women%E2%80%99s-Movement-Movimiento-Femenino-Popular---founding-statement>




Manifesto de fundação – Popular Woman’s Movement-Movimiento Femenino Popular - USA

“Ninguém deveria se surpreender pelo fato de que nem todas as mulheres se unem em um único movimento feminista. O feminismo tem necessariamente cores diferentes, tendências diferentes. Podemos distinguir três tendências principais no feminismo, três cores substantivas: feminismo burguês, feminismo pequeno-burguês e feminismo proletário. Cada um desses feminismos fez suas demandas de uma maneira diferente. As mulheres burguesas são uma solidariedade feminista com o interesse da classe conservadora. A mulher proletária consubstancia seu feminismo com fé nas massas revolucionárias para criar uma sociedade futura. ”- José Carlos Mariátegui
Um movimento popular para as mulheres é absolutamente essencial para a libertação da classe operária e para a construção de uma sociedade nova e igualitária. Esmagar o velho mundo não pode ser feito quando a opressão e a subjugação das mulheres ainda estão intactas.
A classe operária enfrenta uma multidão de indignidades, opressão e dificuldades no interesse da classe dominante, que tira proveito do nosso trabalho. As mulheres trabalhadoras enfrentam indignidades, opressão e dificuldades adicionais, pois somos comumente vistas como o sexo inferior, o objeto do desejo dos homens e uma ferramenta de reprodução no lar. Social e economicamente a misoginia ainda reina suprema como padrão. Ao longo da história da luta das mulheres pela igualdade e dignidade, a classe dominante tomou a nossa luta, distorceu-a e vendeu a nossa própria opressão de volta para nós. A luta por reformas menores ou mesmo o abraço de tendências misóginas em nossa sociedade teve muita divulgação e a luta pela verdadeira libertação e poder foi silenciada e deixada de lado. O PWM-MFP é um movimento para a libertação das mulheres trabalhadoras dentro do movimento revolucionário mais amplo por estabelecer o poder da classe operária. Nosso objetivo é claro: Revolução! Procuramos não apenas ser apoios da revolução, mas líderes dentro dela. Teremos todo o nosso potencial realizado como lutadoras para a nossa classe.

Vídeo em Homenagem ao companheiro José Pimenta


Reproduzimos vídeo produzido pelo CEBRASPO - Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos em homenagem ao grande companheiro José Sales Pimenta, destacado defensor dos direitos do povo e um dos fundadores e presidente do CEBRASPO, falecido no dia 19 de outubro de 2018.



COMPANHEIRO JOSÉ PIMENTA, PRESENTE NA LUTA!.

segunda-feira, 26 de novembro de 2018

Convite para ato-homenagem ao grande companheiro José Sales Pimenta


Reproduzimos convite de ato-homenagem ao companheiro José Sales Pimenta, feito pelo Cebraspo - Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos.




O Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos (CEBRASPO) convida a todos para a homenagem ao nosso grande companheiro José Sales Pimenta, destacado defensor dos direitos do povo, presidente e um dos fundadores de nossa entidade, falecido no dia 19 de Outubro de 2018.

O ato-homenagem será realizado no dia 30 de Novembro, às 18h, no Salão Nobre do IFCS (UFRJ), Largo São Francisco de Paula, Centro - Rio de Janeiro, RJ. 

sexta-feira, 9 de novembro de 2018

Cultura Popular - "Somos Rebeldia" do Grupo de RAP - Ameaça Vermelha


Divulgamos a seguir nova música publicada pelo Grupo de RAP Ameaça Vermelha em que combatem o feminismo burguês, se afirmam na luta de classes e homenageiam as companheiras do MFP Sandra Lima e Remis Carla.

Viva a Juventude Combatente!


quarta-feira, 7 de novembro de 2018

Viva os 101 anos da GRSO - Grande Revolução Socialista de Outubro!

Adolf Strakhov, 
Mulher emancipada - construa o socialismo!, 1926, Litografia em papel 
Hoje, 07 de novembro, completam-se 101 anos da GRSO - Grande Revolução Socialista de Outubro. Esse extraordinário acontecimento da humanidade inaugurou a era da Revolução Proletária Mundial e demonstrou que o caminho da emancipação da mulher é obra da Revolução Proletária. A luta dos bolcheviques pela completa incorporação da mulher na produção social, de transformação do trabalho doméstico em indústria social abriu as portas para a nova sociedade onde haverá verdadeira igualdade entre homens e mulheres. Os milhões de massas femininas que marcharam sob a direção do grande Lenin e do Partido Bolchevique na Rússia provaram historicamente sua poderosíssima força de classe. A GRSO nos revelou grandes dirigentes do proletariado como Nadezda Krupskaia e Alexandra Kollontai, em que nos referenciamos em nossa luta pela emancipação. 



Viva os 101 anos da Grande Revolução Socialista de Outubro!

Como homenagem aos 101 anos da GRSO reproduzimos o Discurso de Lenin no Primeiro Congresso Pan-Russo das Operárias em 1919.
Fonte: https://www.marxists.org/portugues/lenin/1918/11/19.htm. 


_________________________________________________________________________________

Discurso no Primeiro Congresso Pan-Russo das Operárias

V. I. Lênin

19 de Novembro de 1918

sábado, 3 de novembro de 2018

LIBERDADE PARA MARGUERITA CALDERAZZI


Recebemos a notícia da arbitrária prisão domiciliar da companheira Marguerita Calderazzi dirigente do Movimento Feminino na Itália. Expressando nossa solidariedade de classe, repudiamos veementemente essa ação do velho Estado Italiano e exigimos a sua liberdade. A seguir, reproduzimos nota sobre sua prisão publicada pelo CEBRASPO - Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos, sobre a prisão, tabém disponível em <https://cebraspo.blogspot.com/2018/10/italia-liberdade-para-marguerita.html>:



Repudiamos veemente a arbitraria prisão domiciliar da defensora dos direitos do povo Margherita Calderazzi, detida em sua casa no dia 16 de outubro, sob a acusação de falta de pagamento de uma multa governamental. 

terça-feira, 23 de outubro de 2018

Poema em homenagem ao companheiro Zé Pimenta

Como parte das homenagens ao companheiro José Pimenta, publicamos poema escrito por companheiras do MFP.


Juventude morreu


A juventude acabou

no homem que não envelheceu.

Novo sempre era seu pensamento,

transformar tudo era sua atitude,

sempre revigorado e vívido

por um otimismo sem fim

de incontida liberdade

desafiou e derrotou a morte

com atitude madura.

Um professor de longas palestras,

parecia que de tudo sabia,

a matemática e a física

eram recreativas.

contava a História como vivida

Escola de sagres, Robespierre,

Waterloo, bolcheviques

guerra mundial e Revolução cultural,

horas de ensinamentos sem aulas

e conversas vertiginosas

como papo jogado fora.

Feliz como um guri

a idade não significou velhice

o tempo o transformou

em força propulsora

do desenvolvimento.

Juventude vive em nós,

que falta nos fará seu sorriso.

Como era bom saber que estava lá.

Seguirá sempre jovem

na terra do nunca de nosso pensamento.

Sua missão, nenhum passo a trás,

cumpriu sua tarefa e seguirá vitorioso.

Notícias recentes

Manifesto de Fundação do Popular Woman's Movement - Movimiento Femenino Popular - USA

Com otimismo revolucionário saudamos a fundação do Popular Woman's Movement - Movimiento Femenino Popular - USA e seu manifesto. A org...