sexta-feira, 9 de novembro de 2018

Cultura Popular - "Somos Rebeldia" do Grupo de RAP - Ameaça Vermelha


Divulgamos a seguir nova música publicada pelo Grupo de RAP Ameaça Vermelha em que combatem o feminismo burguês, se afirmam na luta de classes e homenageiam as companheiras do MFP Sandra Lima e Remis Carla.

Viva a Juventude Combatente!


quarta-feira, 7 de novembro de 2018

Viva os 101 anos da GRSO - Grande Revolução Socialista de Outubro!

Adolf Strakhov, 
Mulher emancipada - construa o socialismo!, 1926, Litografia em papel 
Hoje, 07 de novembro, completam-se 101 anos da GRSO - Grande Revolução Socialista de Outubro. Esse extraordinário acontecimento da humanidade inaugurou a era da Revolução Proletária Mundial e demonstrou que o caminho da emancipação da mulher é obra da Revolução Proletária. A luta dos bolcheviques pela completa incorporação da mulher na produção social, de transformação do trabalho doméstico em indústria social abriu as portas para a nova sociedade onde haverá verdadeira igualdade entre homens e mulheres. Os milhões de massas femininas que marcharam sob a direção do grande Lenin e do Partido Bolchevique na Rússia provaram historicamente sua poderosíssima força de classe. A GRSO nos revelou grandes dirigentes do proletariado como Nadezda Krupskaia e Alexandra Kollontai, em que nos referenciamos em nossa luta pela emancipação. 



Viva os 101 anos da Grande Revolução Socialista de Outubro!

Como homenagem aos 101 anos da GRSO reproduzimos o Discurso de Lenin no Primeiro Congresso Pan-Russo das Operárias em 1919.
Fonte: https://www.marxists.org/portugues/lenin/1918/11/19.htm. 


_________________________________________________________________________________

Discurso no Primeiro Congresso Pan-Russo das Operárias

V. I. Lênin

19 de Novembro de 1918

sábado, 3 de novembro de 2018

LIBERDADE PARA MARGUERITA CALDERAZZI


Recebemos a notícia da arbitrária prisão domiciliar da companheira Marguerita Calderazzi dirigente do Movimento Feminino na Itália. Expressando nossa solidariedade de classe, repudiamos veementemente essa ação do velho Estado Italiano e exigimos a sua liberdade. A seguir, reproduzimos nota sobre sua prisão publicada pelo CEBRASPO - Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos, sobre a prisão, tabém disponível em <https://cebraspo.blogspot.com/2018/10/italia-liberdade-para-marguerita.html>:



Repudiamos veemente a arbitraria prisão domiciliar da defensora dos direitos do povo Margherita Calderazzi, detida em sua casa no dia 16 de outubro, sob a acusação de falta de pagamento de uma multa governamental. 

terça-feira, 23 de outubro de 2018

Poema em homenagem ao companheiro Zé Pimenta

Como parte das homenagens ao companheiro José Pimenta, publicamos poema escrito por companheiras do MFP.


Juventude morreu


A juventude acabou

no homem que não envelheceu.

Novo sempre era seu pensamento,

transformar tudo era sua atitude,

sempre revigorado e vívido

por um otimismo sem fim

de incontida liberdade

desafiou e derrotou a morte

com atitude madura.

Um professor de longas palestras,

parecia que de tudo sabia,

a matemática e a física

eram recreativas.

contava a História como vivida

Escola de sagres, Robespierre,

Waterloo, bolcheviques

guerra mundial e Revolução cultural,

horas de ensinamentos sem aulas

e conversas vertiginosas

como papo jogado fora.

Feliz como um guri

a idade não significou velhice

o tempo o transformou

em força propulsora

do desenvolvimento.

Juventude vive em nós,

que falta nos fará seu sorriso.

Como era bom saber que estava lá.

Seguirá sempre jovem

na terra do nunca de nosso pensamento.

Sua missão, nenhum passo a trás,

cumpriu sua tarefa e seguirá vitorioso.

Companheiro José Pimenta, presente na luta!




É com sentimento de profunda perda que noticiamos o falecimento na última sexta-feira, 19 de outubro, nosso grande companheiro de luta José Sales Pimenta, presidente do Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos (Cebraspo). O companheiro faleceu em sua cidade natal, Juiz de Fora – MG, onde também foi velado, no dia 20 de outubro. O MFP Movimento Feminino Popular esteve presente na cerimônia de seu funeral em que foi realizada uma homenagem combativa e emocionante por sua família, companheiros de luta e amigos.
O companheiro dedicou sua vida à luta por um novo país, apoiando energicamente todas as lutas do povo na cidade e no campo. Foi um destacado defensor do direito do povo de lutar por seus direitos.
Como afirma o Jornal A Nova Democracia: “ Pimenta também teve intensa atuação política desde o movimento estudantil, ao fim da década de 1970, quando participou da reconstrução da União Nacional dos Estudantes (UNE). Desde então sempre participou das lutas do povo pobre no campo e na cidade.
Durante sua atuação no Cebraspo, ampliou a solidariedade aos movimentos revolucionários e de libertação nacional no exterior, denunciou ataques ao movimento camponês e ao povo pobre das favelas das grandes cidades, organizou missões internacionais de investigação de massacre no campo. Se empenhou especialmente na constituição da Associação Brasileira dos Advogados do Povo (Abrapo).
Zé Pimenta foi também um entusiasta da imprensa popular e democrática e importante apoiador do jornal A Nova Democracia, divulgando o jornal, sugerindo pautas, indicando fontes, vendendo assinaturas, debatendo e criticando construtivamente o nosso trabalho.”
Nosso companheiro era um importante apoiador do Movimento Feminino Popular e sempre incentivou a participação e desenvolvimento das companheiras na luta, bem como da juventude combatente. O Movimento Feminino Popular rende as mais sinceras homenagens ao companheiro e reafirma nosso compromisso de seguir sua luta por uma nova sociedade, por uma Nova Democracia, por um Novo Brasil.

Companheiro José Pimenta, presente na luta!

Estudante é presa por denunciar crimes de policiais em Rondônia


Estudante é presa por denunciar crimes de policiais




O MFP – Movimento Feminino Popular repudia veementemente mais uma ação arbitrária da polícia militar de Rondônia: a prisão de uma estudante de direito durante uma manifestação na capital Porto Velho, no último dia 29 de setembro, porque ela denunciou crimes cometidos por policiais militares contra camponeses em luta pela terra. Os policiais se incomodaram com o fato de uma pessoa tornar público estes crimes, ainda que tudo o que ela falou foram fatos denunciados em inúmeras manifestações, atos e audiências públicas, fatos provados com vídeos, fotos e depoimentos de testemunhas. Esta atitude dos policiais militares configura abuso de poder, censura e acobertamento de crimes gravíssimos e só comprova serem verdade todas palavras ditas pela universitária. Esta prisão é tentativa de intimidação para impedir o direito democrático de opinião e faz parte da criminalização da luta do povo, especialmente da luta camponesa e estudantil.

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

2º Boletim da Frente Reolucionária de Defesa dos Direitos do Povo - Abaixo a farsa eleitoral!



Reproduzimos o 2º boletim da Frente Revolucionária de Defesa dos Direitos do Povo contra a farsa eleitoral.

Baixe aqui o PDF para impressão. 

  
Nem eleição nem intervenção militar: Revolução já!
 
Não Vote, Organize-se e lute!

A Frente Revolucionária de Defesa dos Direitos do Povo – FRDDP convoca o povo brasileiro a boicotar a farsa eleitoral, denunciando os partidos e seus candidatos, se negando a dar aval a este sistema político corrupto e seus candidatos mentirosos, demagogos e cínicos, sejam eles da direita, do centro ou da falsa “esquerda” oportunista.

Notícias recentes

Cultura Popular - "Somos Rebeldia" do Grupo de RAP - Ameaça Vermelha

Divulgamos a seguir nova música publicada pelo Grupo de RAP Ameaça Vermelha em que combatem o feminismo burguês, se afirmam na luta de cl...