terça-feira, 16 de março de 2021

Jornal MFP: Viva a luta camponesa e a revolução agrária!

 Viva a luta camponesa e a revolução agrária!

Do jornal do MFP - março 2021

Em vídeo divulgado pela Liga dos Camponeses Pobres, em outubro de 2020, mulheres e crianças reunidas denunciaram o cerco da polícia militar, a criminalização do movimento camponês afirmando a justeza de sua luta pela terra, denunciando os verdadeiros criminosos latifundiários.

O MFP saúda a luta camponesa do acampamento Tiago dos Santos em Rondônia e de todo o país. A belíssima imagem das mulheres junto com suas crianças dispostas a enfrentarem todo aparato policial militar do velho Estado para garantirem o seu sagrado direito à terra para trabalharem e sustentarem suas famílias é reveladora daquilo que todos os sabujos desse Estado burguês-latifundiário, serviçal do imperialismo, principalmente norte-americano, defensor de grileiros e pistoleiros tentam esconder: a fúria secular do povo em geral e das mulheres em particular contra toda essa velha ordem de exploração e opressão.


Quando as crianças gritam suas palavras de ordem “queremos leite”, junto com suas mães, afirmam que apesar do medo a coragem é maior para lutar e defender a terra, demonstrando energicamente que nada nem ninguém pode deter a luta camponesa nesse país de miséria. As mulheres de rosto tampado, com filhos nos braços e empunhando bandeiras vermelhas, é um comovente e contundente exemplo para quem ainda duvida da fúria e da luta popular, ou, como faz o oportunismo, só vê a gritaria histérica dos fascistas e não enxerga a fibra, coragem e disposição do povo de lutar.

Nenhuma mentira pode apagar o fato de que os maiores bandidos e assassinos desse país são os grandes burgueses e latifundiários e todos os seus asseclas. Quem quer que se interponha à sua frente não impedirá

Viva a luta camponesa e a revolução agrária!a luta que é maior quanto maior for a opressão. A declaração dessa mulher camponesa expressa a fúria e decisão da mulher pobre em todas as partes de nosso país e em todo o mundo. As mulheres do povo que na batalha para defender o pão dos filhos, defender o pedaço de chão para sair da humilhação, defender os direitos mínimos de sobrevivência, passam por cima de qualquer tipo de dificuldade e transformam-se em verdadeiras leoas capazes de superar qualquer obstáculo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias recentes

Camponesas do MFP em Manga e na área camponesa Vanessa celebram: “Viva o 8 de março dia internacional da mulher trabalhadora!”

Nos dias 6 e 7 de março as companheiras dos núcleos do MFP na cidade de Manga e na área camponesa Vanessa realizaram reuniões em celebração ...