quarta-feira, 6 de março de 2019

Companheira Sandra, Presente na Luta!


Companheira Sandra, Presente na Luta!

Boletim do MFP - Movimento Feminino Popular. Março/2019.
Homenageamos a companheira Sandra Lima, fundadora e dirigente do MFP – Movimento Feminino Popular. Nossa companheira faleceu no dia 27 de julho de 2016 e completaria 64 anos neste 6 de março. Nos deixou seu exemplo de incansável combatente da classe pela destruição da velha sociedade e construção de uma sociedade sem exploração e opressão. Como forma de elevar seu nome e sua memória, publicamos a combativa poesia escrita por seus companheiros de luta.


A tua presença

Teu corpo frágil
elude apenas
o vulcão que nele habita
à espreita de desatar,

A luz de teus olhos
atentos de mirar o povo
a alentar seu olhar,

Tua tão simples beleza,
despida de arranjos,
singela de quase austera e espartana,

Tua razão serena
de verdades fez têmpera
da perturbadora paixão de lutar,

Tua teimosia
revolucionária foi
a recusa pétrea a se render,

Tua voz tão grave
feita de causar distúrbios
é a voz da turba que já vem lá,
Voz de semear ventos,
fazer motins à velha ordem,
tecer sedição e dar guerra sem quartel
à odiosa e milenar opressão da mulher,

Teu punho
levantado uma vez
para não arriar jamais,

Teu voo
ininterrupto é águia
que se eleva em nossa voz,

Tua presença
entranhável e luminosa
em nós para sempre.

Mas teu corpo quietou-se
no tormentoso tempo que anunciaste,

A luz de teus olhos extinguiu-se
para ser o clarão da nova aurora que virá,

Tua simplicidade deixou-se
para ser exemplo a todos,

Tua razão quedou-se
na causa condenada a triunfar,

Tua teimosia cessou-se
para fazer irrenunciável o persistir,

Tua voz calou-se
no canto da esperança e da certeza,

Teu punho em riste descansou-se
na fúria das massas,

Teu voo de águia posou
para desafiar os cumes,

Tua presença fez-se ausência
para ganhar batalhas além da morte,

O que nos reclama?
Ordene!

Que foices e martelos
se esgrimem,

Que arvore ao cume mais alto
o vermelho estandarte,

Que soem trombetas,
Que ruflem tambores,
Que empunhem fuzis,

A ti,
de pé respondemos,
presente companheira!

Julho de 2016

Clique na imagem e baixe o arquivo para impressão:

https://drive.google.com/open?id=1olHiMGb-5vDPawLJAYRVvPR12xmIA2up





 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias recentes

Canto Geral lança "Santa Elina é dos Camponeses"

Retirado do jornal a nova democracia:  15 JUNHO 2021 Canto Geral lança "Santa Elina é dos Camponeses"   A banda Canto Geral la...