quinta-feira, 21 de março de 2019

Celebração do Dia Internacional da Mulher Trabalhadora em São Paulo


O Movimento Feminino Popular (MFP) realizou uma vigorosa celebração por ocasião do Dia Internacional da Mulher Proletária (8 de março) em uma região da periferia de São Paulo, no dia 06/03.

A celebração tomou a forma de sarau e contou com a presença de diversas organizações populares como o Movimento Estudantil Popular Revolucionário (MEPR), Unidade Vermelha – Liga da Juventude Revolucionária (UV-LJR) e o Comitê de Apoio ao AND da região.


A celebração se iniciou com os presentes cantando de forma vigorosa o hino do MFP, seguido pela consigna Despertar a Fúria Revolucionária da Mulher!. Uma representante do MFP tomou a palavra para explicar a origem proletária do 8 de março, assim como sobre a origem da opressão da mulher com o surgimento da sociedade de classes e também sobre a situação política nacional e internacional, apontando que a emancipação da mulher será obra da Revolução Proletária.

Os presentes realizaram intervenções nas quais reafirmaram o classismo e o compromisso em seguir o caminho da luta proletária para combater a opressão feminina. Ocorreram também apresentações culturais, leituras de poemas e apresentações musicais.

A chuva, que seria um problema para a atividade, foi enfrentada com ânimo e os espíritos combativo e revolucionário se mantiveram nas alturas. A atividade foi encerrada com apresentação do grupo de rap Ameaça Vermelha e com o chamado do MFP para construir e desenvolver núcleos de mulheres nas periferias como forma impulsionadora da luta revolucionária em particular, e da luta das massas no geral. 








Viva o Movimento Feminino Popular!










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias recentes

Jonal da Liga Operária para o dia do Internacionalismo Proletário.

A seguir, reproduzimos o material da Liga Operária por ocasião do Dia do Internacionalismo Proletário. Retirado do site da Liga Operária. Vi...